quarta-feira, 15 de agosto de 2012

"Muitos pais não percebem, mas seus filhos se tornaram idiotas", diz Ziraldo na Bienal

Queridos leitores(a) a opinião deste escritor reascendeu uma série de questões ao que se refere a educação dos filhos nestes tempos em que vivemos ,repleto de multimídia e muitas fontes de informação. Certamente não são todos os pais que tomam essas atitudes mas tem uma classe que por conta do trabalho,etc destina ao filho um Computador exclusivo para se fixar dentro de casa e se ocupar. Tal essa ocupação não sendo supervisionada por nenhum adulto acaba se tornando uma fonte de coisas indesejáveis e uma porta aberta para que os filhos se sintam "libertos".
Não digo que apenas colocar seu filho para ler um livro irá fazer com que ele se torne um cidadão de bem, o que vale é o tempo que você pai e mãe vai tirar para ler com ele e explicar o que aquela literatura quer mostrar. A união familiar juntamente da dedicação dos pais em criar seus filhos é o que faz a diferença.
Tudo é excesso é prejudicial, sendo assim um pouco de literatura,um pouco de internet (supervisionada) não tira pedaço!
E finalizo dizendo que Ziraldo falou pouco mas falou bonito.
Pri®
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
Uma breve conversa de 15 minutos com Ziraldo na Bienal Internacional do Livro de São Paulo acaba passando por temas como literatura, colonização brasileira, marketing, UFC, novas tecnologias, casos de família e até mesmo um pouco sobre os seus lançamentos na feira.
Ziraldo durante a 22º Bienal Internacional do Livro, em São Paulo (9/8/2012)
Aos 80 anos e em sua 16ª Bienal, o pai do Menino Maluquinho não cessa de enfatizar a importância de feiras literárias e do próprio livro para enfrentar o que ele considera em “emburrecimento” endêmico da sociedade.
“A família brasileira não lê. Nós temos a internet que pode ser a fonte da vida e do conhecimento, mas o computador é usado como brinquedo. Muitos pais não percebem, mas seus filhos se tornaram idiotas”, disse Ziraldo ao UOL. “Bote um livro na mão do seu filho e ensine o domínio da leitura. Se ele não dominar isso, só vai dar certo se souber jogar futebol ou dar porrada muito bem para entrar nesse UFC”.
“Liguei a TV de madrugada outro dia e vi dois seres se esfregando. Achei que fosse pornografia. E aí o chão começou a se encher de sangue como se tivesse rompido o hímen. Só depois percebi que era essas lutas”
Ziraldo sobre o UFC
Ziraldo mostra não aprovar o sucesso das competições de artes marciais mistas. “Liguei a TV de madrugada outro dia e vi dois seres se esfregando. Achei que fosse pornografia. E aí o chão começou a se encher de sangue como se tivesse rompido o hímen. Só depois percebi que era essas lutas”, contou Ziraldo.
Apesar de ser autor de obras que marcaram seguidas gerações de crianças brasileiras, Ziraldo diz que não se considera um narrador. “Não tenho um talento como o de Thalita Rebouças ou da autora do Harry Potter”, falou. “Eu parto de uma ideia simples como uma ilustração e tento fechá-la com chave de ouro, como fazia quando trabalhava no marketing”.
“O livro é o objeto mais perfeito da história da humanidade”, defendeu Ziraldo. “Você carrega a história em suas mãos, sente o cheiro do papel, o tempo que você vira uma página é um tempo que percorre na história. O livro contém vida e isso não pode ser substituído por algo frio e digital”.
Quando perguntado sobre o que mudou em sua comunicação com as crianças em todos os anos de literatura infantil, Ziraldo responde: “Não mudou nada. Os tempos e as tecnologias podem mudar, mas a criança não muda nunca”. Ziraldo lança na feira “O Grande Livro das Tias” (Melhoramentos), homenagem às tias e sua importância na infância.


Fonte: UOL

3 comentários:

  1. Olá , seu blog é muito bom, e desde já quero dar-lhe os parabéns, meu nome é: António Batalha, e quero deixar-lhe um convite, se quiser fazer parte de meus amigos virtuais no blog Peregrino E Servo ficarei muito radiante. Claro que irei retribuir seguindo também seu blog.Como sou um homem de Deus deixo-lhe a minha bênção. E que Seja feliz você e sua casa.

    ResponderExcluir
  2. Oi Pri!
    Ziraldo, não gosto mais como antes.
    Já leu http://banhodeassento.wordpress.com/2011/02/19/lobato-ziraldo-e-a-carnavalizacao-do-racismo%E2%80%8F/.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Oi Pri
    tive que ri da parte que ele cita da luta kkk...mas escrevendo sério agora , concordo com tudo que ele escreveu e vc também, tudo começa realmente na relação e união familiar , com a dedicação e tempo que que os pais se dedicam a seus filhos a ensinarem, conversarem , explicarem ...cada dia mais tem pais displicentes , isso é fato.
    Qdo vejo aquele programa Supernany, fico besta com tanta gente perdida.
    Bjs, querida , seu blog sempre muito interessante e cheio de posts fantásticos, pena ñ poder vir todos os dias .

    ResponderExcluir